foto user
Henrique Alfonso Triviño
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
História/A Ponte dos Suspiros
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
História/A Ponte dos Suspiros
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
Construída em 1602, a Ponte dos Suspiros, depois da Ponte do Rialto, é a mais conhecida de Veneza. Comunica os tribunais de justiça e as prisões do Palácio Ducal com as prisões novas. O romântico nome “dos suspiros” provem das lamentações que proferiam os condenados quando passavam pela ponte e viam pela última vez o que tardariam muito tempo em voltar a ver: a luz do dia, o mar e a liberdade.




"É evidente o amor pela História, do Henrique, nas suas fotografias com essa temática! Senão veja-se uma fotografia de um canal Veneziano (há tantas) nas suas mãos assume um caracter monumental quase épico! como!? fazendo brilhar a pedra, fazendo com que a água evidencie os edifícios, criando perspectiva e dimensão e assim uma foto de turista ganha força, luz e magia! faz-se HISTÓRIA!"

Texto: Carlos Lopes de Sousa
exif / informação técnica
Maquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D40
Exposição: 5/1000
Abertura: 71/10
ISO: 200
MeteringMode: 5
Flash: 16
Dist.Focal: 30/1

"em primeiro lugar quero dar os parabens pela excelente galeria de fotos que tem ( estão todas EXCELENTES ) e já agora relativamente a esta foto vou só acrescentar um comentário ao resumo da foto, a ponte dos suspiros ficou assim designada porque era a ultima vez que a familia via o condenado á MORTE , as lamentações eram feitas pelos familiares porque era a ultima vez que os viam com vida, os condenados esses já sabiam para onde iam. um abraço e mais uma vez parabens pela excelente galeria"

Texto: Joao Sargo


“E tantos foram os que suspiraram por ali pela liberdade e pela luz do dia, meu amigo, que se conta que ainda hoje, nas noites mais calmas e enxutas de turistas (inverno, frio e húmido) se ouvem com alguma clareza os seus ecos por entre o chap-chap das águas...lendas da lendária República veneziana, construída à custa de muito suspiro e de muito mais coisas que agora não vêm ao caso e a história pouco regista..! A foto ficou excelente, meu amigo, com um perfeito enquadramento e um óptimos recorte e luz...Abraço!”

Texto: Pedro Martins
favorita de 59
galardões
  • galardão comentários
    125
    comentários
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular
A Ponte dos Suspiros
Construída em 1602, a Ponte dos Suspiros, depois da Ponte do Rialto, é a mais conhecida de Veneza. Comunica os tribunais de justiça e as prisões do Palácio Ducal com as prisões novas. O romântico nome “dos suspiros” provem das lamentações que proferiam os condenados quando passavam pela ponte e viam pela última vez o que tardariam muito tempo em voltar a ver: a luz do dia, o mar e a liberdade.




"É evidente o amor pela História, do Henrique, nas suas fotografias com essa temática! Senão veja-se uma fotografia de um canal Veneziano (há tantas) nas suas mãos assume um caracter monumental quase épico! como!? fazendo brilhar a pedra, fazendo com que a água evidencie os edifícios, criando perspectiva e dimensão e assim uma foto de turista ganha força, luz e magia! faz-se HISTÓRIA!"

Texto: Carlos Lopes de Sousa
comentários
galardões
  • galardão comentários
    125
    comentários
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular

Maquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D40
Exposição: 5/1000
Abertura: 71/10
ISO: 200
MeteringMode: 5
Flash: 16
Dist.Focal: 30/1

"em primeiro lugar quero dar os parabens pela excelente galeria de fotos que tem ( estão todas EXCELENTES ) e já agora relativamente a esta foto vou só acrescentar um comentário ao resumo da foto, a ponte dos suspiros ficou assim designada porque era a ultima vez que a familia via o condenado á MORTE , as lamentações eram feitas pelos familiares porque era a ultima vez que os viam com vida, os condenados esses já sabiam para onde iam. um abraço e mais uma vez parabens pela excelente galeria"

Texto: Joao Sargo


“E tantos foram os que suspiraram por ali pela liberdade e pela luz do dia, meu amigo, que se conta que ainda hoje, nas noites mais calmas e enxutas de turistas (inverno, frio e húmido) se ouvem com alguma clareza os seus ecos por entre o chap-chap das águas...lendas da lendária República veneziana, construída à custa de muito suspiro e de muito mais coisas que agora não vêm ao caso e a história pouco regista..! A foto ficou excelente, meu amigo, com um perfeito enquadramento e um óptimos recorte e luz...Abraço!”

Texto: Pedro Martins

favorita de (59)