foto user
Agatao
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/Cão de Orelhas Engomadas
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/Cão de Orelhas Engomadas
voltar lista nav-leftnav-right

Cão de Orelhas Engomadas

fotografias > 

Gentes e Locais

2017-04-19 23:52:38
comentários (47) galardões descrição exif favorita de (109)
descrição
Cão

Alexandre O’Neill


Cão passageiro, cão estrito
Cão rasteiro cor de luva amarela,
Apara-lápis, fraldiqueiro,
Cão liquefeito, cão estafado
Cão de gravata pendente,
Cão de orelhas engomadas,
de remexido rabo ausente,
Cão ululante, cão coruscante,
Cão magro, tétrico, maldito,
a desfazer-se num ganido,
a refazer-se num latido,
cão disparado: cão aqui,
cão ali, e sempre cão.
Cão marrado, preso a um fio de cheiro,
cão a esburgar o osso
essencial do dia a dia,
cão estouvado de alegria,
cão formal de poesia,
cão-soneto de ão-ão bem martelado,
cão moído de pancada
e condoído do dono,
cão: esfera do sono,
cão de pura invenção,
cão pré-fabricado,
cão espelho, cão cinzeiro, cão botija,
cão de olhos que afligem,
cão problema…
Sai depressa, ó cão, deste poema!

Em: Abandono Vigiado, Lisboa, Guimarães: 1960

Cais do Sodré, Lisboa, 16 de abril de 2017
exif / informação técnica
Máquina: NIKON
Modelo: COOLPIX L31
Exposição: 1/320 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/3.4
ISO: 80
Dist.Focal: 5.3mm
Dist.Focal (35mm): 30 mm
Software: COOLPIX L31 V1.0

favorita de 109
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular
Cão de Orelhas Engomadas
Cão

Alexandre O’Neill


Cão passageiro, cão estrito
Cão rasteiro cor de luva amarela,
Apara-lápis, fraldiqueiro,
Cão liquefeito, cão estafado
Cão de gravata pendente,
Cão de orelhas engomadas,
de remexido rabo ausente,
Cão ululante, cão coruscante,
Cão magro, tétrico, maldito,
a desfazer-se num ganido,
a refazer-se num latido,
cão disparado: cão aqui,
cão ali, e sempre cão.
Cão marrado, preso a um fio de cheiro,
cão a esburgar o osso
essencial do dia a dia,
cão estouvado de alegria,
cão formal de poesia,
cão-soneto de ão-ão bem martelado,
cão moído de pancada
e condoído do dono,
cão: esfera do sono,
cão de pura invenção,
cão pré-fabricado,
cão espelho, cão cinzeiro, cão botija,
cão de olhos que afligem,
cão problema…
Sai depressa, ó cão, deste poema!

Em: Abandono Vigiado, Lisboa, Guimarães: 1960

Cais do Sodré, Lisboa, 16 de abril de 2017
Tag’s: Cão de Orelhas Engomadas,Alexandre O’Neill,Cão,Abandono Vigiado,,Guimarães: 1960
comentários
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON
Modelo: COOLPIX L31
Exposição: 1/320 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/3.4
ISO: 80
Dist.Focal: 5.3mm
Dist.Focal (35mm): 30 mm
Software: COOLPIX L31 V1.0


favorita de (109)