foto user
rodrigo belavista
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/E nada ter sido.
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/E nada ter sido.
voltar lista nav-leftnav-right

E nada ter sido.

fotografias > 

Outros

2011-11-17 17:44:15
comentários (23) galardões descrição exif favorita de (27)
descrição
Ter a dignidade escorrida nos aleatórios dejectos de uma ave incontrolável.
Ter os olhos espantados, tão abertos quanto o portão de entrada das surpresas.
Ter tido uma gravata engomada, vincada em dias que se forraram a falso veludo.
Ter sido, um dia, alguém sem aspas, senhor de maiúsculas no nome e no porte.

Ser inteiro, nas metades e nos quartos, possuir um valor incalculável.
Ser assim, cozido ou assado, fabricante do cheiro de velas acesas.
Ser domingo, segunda e feriado, ser o esqueleto de um dia, ou sobretudo.
Ser o hoje no tapete de amanhã, onde limpam os pés e despejam a sorte.

Ter sido um ser tido, Iludido Manuel, de apelido Conivente.
Ser pago para tudo, remunerar a fome e fingir ser contente.

Ter bebido, ser esquecido e não desistir, verbo agarrado aos suspensórios.
Ser parecido com o que queria ter sido, vencer a parda cor dos dias inglórios.
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 450D
Exposição: 1/125
Abertura: f/6.3
ISO: 800
MeteringMode: Pattern
Flash: Não
Dist.Focal: 200 mm

favorita de 27
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
E nada ter sido.
Ter a dignidade escorrida nos aleatórios dejectos de uma ave incontrolável.
Ter os olhos espantados, tão abertos quanto o portão de entrada das surpresas.
Ter tido uma gravata engomada, vincada em dias que se forraram a falso veludo.
Ter sido, um dia, alguém sem aspas, senhor de maiúsculas no nome e no porte.

Ser inteiro, nas metades e nos quartos, possuir um valor incalculável.
Ser assim, cozido ou assado, fabricante do cheiro de velas acesas.
Ser domingo, segunda e feriado, ser o esqueleto de um dia, ou sobretudo.
Ser o hoje no tapete de amanhã, onde limpam os pés e despejam a sorte.

Ter sido um ser tido, Iludido Manuel, de apelido Conivente.
Ser pago para tudo, remunerar a fome e fingir ser contente.

Ter bebido, ser esquecido e não desistir, verbo agarrado aos suspensórios.
Ser parecido com o que queria ter sido, vencer a parda cor dos dias inglórios.
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 450D
Exposição: 1/125
Abertura: f/6.3
ISO: 800
MeteringMode: Pattern
Flash: Não
Dist.Focal: 200 mm


favorita de (27)