foto user
Violeta Teixeira
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Macro/FLOR DE ALHO- FRANCÊS
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Macro/FLOR DE ALHO- FRANCÊS
voltar lista nav-leftnav-right

FLOR DE ALHO- FRANCÊS

fotografias > 

Macro

2015-06-28 19:45:51
Ver no mapa
comentários (47) galardões descrição exif favorita de (105)
descrição
O alho-poró - Ailium porrum ou alho- francês passou, recentemente, a ser classificado como pertencente à família das Amarilidáceas.
A planta é herbácea, tenra e bíenal, produz talo e folhas no primeiro ano; haste floral, flores e sementes no segundo ano. As folhas que são compridas e relativamente largas, possuem bainhas longas, que sobrepõem umas às outras para forrar um falso caule, cilíndrico, também chamado talo. Este, de dez a vinte centímetros de comprimento e três a seis centímetros de diâmetro, tem a base dilatada em forma de bulbo. O sistema radicular é constituído por raízes fasciculadas, semelhantes do alho comum. As flores são brancas, róseas ou lilases, numerosas, encontram-se dispostas em uma inflorescência do tipo umbela, quase esférica ao final de um talo sem folhas. Os frutos são do tipo cápsula trigona e as sementes, pretas, achatadas, com superfície enrugada, semelhantes às da cebola, porém menores, perdem o poder germinativo rapidamente.
Era já utilizado pelos antigos Egípcios, Gregos e Romanos que depois levaram o vegetal a diversas partes da Europa.
É um dos símbolos nacionais do País de Gales, fazendo parte dos rituais do dia de São David, altura em que é tradição os galeses envergarem a planta. De acordo com a mitologia do País de Gales, São David ordenou aos seus soldados galeses que envergassem a planta nos seus elmos numa batalha contra os Saxões que teria ocorrido num campo de alhos-porros. É provável que esta história tenha sido concebida pelo poeta inglês Michael Drayton, mas sabe-se que a planta é um símbolo deste povo desde épocas antigas. Por exemplo, Shakespeare refere-se à tradição de envergar o alho-porro na sua peça Henrique V, onde Henrique diz a Fluellen que está envergando o alho porro "for I am Welsh, you know, good countryman" ("porque sou galês, bem sabes, caro compatriota").
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon PowerShot SX50 HS
Exposição: 1/50 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/4.5
ISO: 160
Dist.Focal: 14.089mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Picasa

favorita de 105
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular
Violeta Teixeira

Violeta Teixeira

olhares.com/violetateixeira
Funchal / Lisboa / Leiria,Portugal
FLOR DE ALHO- FRANCÊS
O alho-poró - Ailium porrum ou alho- francês passou, recentemente, a ser classificado como pertencente à família das Amarilidáceas.
A planta é herbácea, tenra e bíenal, produz talo e folhas no primeiro ano; haste floral, flores e sementes no segundo ano. As folhas que são compridas e relativamente largas, possuem bainhas longas, que sobrepõem umas às outras para forrar um falso caule, cilíndrico, também chamado talo. Este, de dez a vinte centímetros de comprimento e três a seis centímetros de diâmetro, tem a base dilatada em forma de bulbo. O sistema radicular é constituído por raízes fasciculadas, semelhantes do alho comum. As flores são brancas, róseas ou lilases, numerosas, encontram-se dispostas em uma inflorescência do tipo umbela, quase esférica ao final de um talo sem folhas. Os frutos são do tipo cápsula trigona e as sementes, pretas, achatadas, com superfície enrugada, semelhantes às da cebola, porém menores, perdem o poder germinativo rapidamente.
Era já utilizado pelos antigos Egípcios, Gregos e Romanos que depois levaram o vegetal a diversas partes da Europa.
É um dos símbolos nacionais do País de Gales, fazendo parte dos rituais do dia de São David, altura em que é tradição os galeses envergarem a planta. De acordo com a mitologia do País de Gales, São David ordenou aos seus soldados galeses que envergassem a planta nos seus elmos numa batalha contra os Saxões que teria ocorrido num campo de alhos-porros. É provável que esta história tenha sido concebida pelo poeta inglês Michael Drayton, mas sabe-se que a planta é um símbolo deste povo desde épocas antigas. Por exemplo, Shakespeare refere-se à tradição de envergar o alho-porro na sua peça Henrique V, onde Henrique diz a Fluellen que está envergando o alho porro "for I am Welsh, you know, good countryman" ("porque sou galês, bem sabes, caro compatriota").
Tag’s: Alho-francês,flor,caracóis,talo
comentários
foto autor

Violeta Teixeira

olhares.com/violetateixeira
Funchal / Lisboa / Leiria,Portugal
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular

Violeta Teixeira

Violeta Teixeira

olhares.com/violetateixeira
Funchal / Lisboa / Leiria,Portugal
Máquina: Canon
Modelo: Canon PowerShot SX50 HS
Exposição: 1/50 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/4.5
ISO: 160
Dist.Focal: 14.089mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Picasa


Violeta Teixeira

Violeta Teixeira

olhares.com/violetateixeira
Funchal / Lisboa / Leiria,Portugal
favorita de (105)