foto user

FLOR DO LINHO SELVAGEM

Maria Dias
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
carregar
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
FLOR DO LINHO SELVAGEM
voltar lista nav-leftnav-right

FLOR DO LINHO SELVAGEM

fotografias > 

Macro

2008-05-05 20:05:02
comentários (38) galardões descrição exif favorita de (23)
descrição
Embora pequeníssima e discreta, encerra em si muita beleza...
O linho (Linum usitatissimum) floresce nos meses de Abril/Maio.
Das suas sementes, de cor castanho escura, extrai-se o óleo de linhaça e dos seus caules, filamentos que dão origem a fios e tecidos, muito frescos no Verão.
A cultura do linho fazia parte das culturas tradicionais do nosso País, especialmente na região norte, há algumas décadas atrás. O linho era muito utilizado no vestuário, na medicina e na culinária. A cultura do linho é exigente, com um vasto conjunto de fases e instrumentos característicos. A partir desta planta, semeada em pequenas várzeas e cercas à volta da aldeia, realizava-se um aturado trabalho de secagem e sedagem, e recolhiam-se fibras muito utilizadas na confecção de toalhas, lençóis, coadores e sacos para a semente.
As propriedades nutritivas e terapêuticas do linho são secularmente conhecidas. São utilizadas as suas sementes (linhaça) para tratar as inflamações. As propriedades mais conhecidas do óleo de linhaça são a regularização do funcionamento do intestino e a revitalização da pele. Uma colher de sobremesa de sementes secas de linhaça tomadas ao pequeno-almoço, directamente ou misturadas numa taça de cereais, contribuem para combater a prisão de ventre. Na cozinha, entra na composição de receitas de pães e bolos.
Fiquem bem!
exif / informação técnica
Maquina: SONY
Modelo: DSC-H9
Exposição: 10/2000
Abertura: 40/10
ISO: 100
MeteringMode: 5
Flash: 16
Dist.Focal: 52/10

favorita de 23
galardões
Esta foto não tem galardões
FLOR DO LINHO SELVAGEM
Embora pequeníssima e discreta, encerra em si muita beleza...
O linho (Linum usitatissimum) floresce nos meses de Abril/Maio.
Das suas sementes, de cor castanho escura, extrai-se o óleo de linhaça e dos seus caules, filamentos que dão origem a fios e tecidos, muito frescos no Verão.
A cultura do linho fazia parte das culturas tradicionais do nosso País, especialmente na região norte, há algumas décadas atrás. O linho era muito utilizado no vestuário, na medicina e na culinária. A cultura do linho é exigente, com um vasto conjunto de fases e instrumentos característicos. A partir desta planta, semeada em pequenas várzeas e cercas à volta da aldeia, realizava-se um aturado trabalho de secagem e sedagem, e recolhiam-se fibras muito utilizadas na confecção de toalhas, lençóis, coadores e sacos para a semente.
As propriedades nutritivas e terapêuticas do linho são secularmente conhecidas. São utilizadas as suas sementes (linhaça) para tratar as inflamações. As propriedades mais conhecidas do óleo de linhaça são a regularização do funcionamento do intestino e a revitalização da pele. Uma colher de sobremesa de sementes secas de linhaça tomadas ao pequeno-almoço, directamente ou misturadas numa taça de cereais, contribuem para combater a prisão de ventre. Na cozinha, entra na composição de receitas de pães e bolos.
Fiquem bem!
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Maquina: SONY
Modelo: DSC-H9
Exposição: 10/2000
Abertura: 40/10
ISO: 100
MeteringMode: 5
Flash: 16
Dist.Focal: 52/10


favorita de (23)