foto user
Jorge Dias
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
História/Igreja Matriz de Azurara
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
História/Igreja Matriz de Azurara
voltar lista nav-leftnav-right

Igreja Matriz de Azurara

fotografias > 

História

2006-11-13 21:01:29
Ver no mapa
comentários (76) galardões descrição exif favorita de (23)
descrição
[VILA DO CONDE - AZURARA / 2006]
exif / informação técnica
Maquina: OLYMPUS IMAGING CORP. �
Modelo: E-500 �
Exposição: 1/160 sec
Abertura: f 7.1
ISO: 100
MeteringMode: Multi-Segment
Flash: Flash, Auto-Mode
Dist.Focal: 17 mm

Igreja Matriz de Azurara

Templo manuelino aberto ao culto desde 1518. Apresenta a fachada ladeada por uma robusta torre do século XVII, com balcão de balaústres ao nível do 1º andar e oito aberturas sineiras. Pórtico de feição manuelina. Interior formado por três naves separadas por cinco tramos assentes em pilares esculturados e capela-mor com notável abóbada artesoada e rematada ao centro com o brasão do rei D. Manuel. De salientar o revestimento azulejar, o retábulo-mor de talha e as pinturas do século XVII. No adro fronteiriço existe um pelourinho.
favorita de 23
galardões
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular
Igreja Matriz de Azurara
[VILA DO CONDE - AZURARA / 2006]
comentários
galardões
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular

Maquina: OLYMPUS IMAGING CORP. �
Modelo: E-500 �
Exposição: 1/160 sec
Abertura: f 7.1
ISO: 100
MeteringMode: Multi-Segment
Flash: Flash, Auto-Mode
Dist.Focal: 17 mm

Igreja Matriz de Azurara

Templo manuelino aberto ao culto desde 1518. Apresenta a fachada ladeada por uma robusta torre do século XVII, com balcão de balaústres ao nível do 1º andar e oito aberturas sineiras. Pórtico de feição manuelina. Interior formado por três naves separadas por cinco tramos assentes em pilares esculturados e capela-mor com notável abóbada artesoada e rematada ao centro com o brasão do rei D. Manuel. De salientar o revestimento azulejar, o retábulo-mor de talha e as pinturas do século XVII. No adro fronteiriço existe um pelourinho.

favorita de (23)