foto user
Victormar
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Urbana/II-Street music- À memória de NFNunes(Nuno)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Urbana/II-Street music- À memória de NFNunes(Nuno)
voltar lista nav-leftnav-right

II-Street music- À memória de NFNunes(Nuno)

fotografias > 

Paisagem Urbana

2015-04-07 11:08:29
comentários (41) galardões descrição exif favorita de (48)
descrição
A solo!!

Nas ruas das grandes urbes, o ruído incessante ocupa-nos os sentidos, qual sinfonia indistinta entre desertos e alheamentos.
De quando em vez, uma melodia arranca-nos à condição mecanizada e confronta-nos com os sentimentos.
Enquanto ouvimos, nesse instante, e que não é pouco, são esses fazedores de magias a quem devemos agradecer o regresso à condição humana.
Não ter abdicado de querer ser músico/artista, fazer no incerto, (qual infeliz e estúpida frase inaugurada por quem mais a devia contrariar), a sua paradoxal zona de conforto, dá que pensar.
Na orgia da folha de excel, da desgraça inevitável, da exibição parola de superficialidades sem alma, quais marcas de água dos tempos, querer ir contracorrente, pela liberdade de ser criativo,é exemplar e estimulante.
Quando os ouço, a cidade fica melhor, porque humanizada.
Paro sempre um pouco e respiro, Ainda estou vivo!!
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 70D
Exposição: 1/5 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5.6
ISO: 100
Dist.Focal: 42mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop Lightroom 4.0 (Windows)

favorita de 48
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
II-Street music- À memória de NFNunes(Nuno)
A solo!!

Nas ruas das grandes urbes, o ruído incessante ocupa-nos os sentidos, qual sinfonia indistinta entre desertos e alheamentos.
De quando em vez, uma melodia arranca-nos à condição mecanizada e confronta-nos com os sentimentos.
Enquanto ouvimos, nesse instante, e que não é pouco, são esses fazedores de magias a quem devemos agradecer o regresso à condição humana.
Não ter abdicado de querer ser músico/artista, fazer no incerto, (qual infeliz e estúpida frase inaugurada por quem mais a devia contrariar), a sua paradoxal zona de conforto, dá que pensar.
Na orgia da folha de excel, da desgraça inevitável, da exibição parola de superficialidades sem alma, quais marcas de água dos tempos, querer ir contracorrente, pela liberdade de ser criativo,é exemplar e estimulante.
Quando os ouço, a cidade fica melhor, porque humanizada.
Paro sempre um pouco e respiro, Ainda estou vivo!!
Tag’s: Augusta,saxofone,street,music,memória
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 70D
Exposição: 1/5 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5.6
ISO: 100
Dist.Focal: 42mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop Lightroom 4.0 (Windows)


favorita de (48)