foto user
Maria Vitorino
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
História/Reis dos mares continuação (ler sff)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
História/Reis dos mares continuação (ler sff)
voltar lista nav-leftnav-right

Reis dos mares continuação (ler sff)

fotografias > 

História

2017-05-18 16:36:54
Ver no mapa
comentários (100) galardões descrição exif favorita de (130)
descrição
Américo Vespúcio no Sines Tall Ships Festival,

O Amerigo Vespucci é um veleiro da Marinha Italiana, onde desempenha a função de navio-escola. Um dos mais belos do mundo, serve a Marinha da Itália há 79 anos, na educação naval e marítima dos aspirantes (cadetes) da Academia Naval e na formação de mestres.

Foi projetado pelo Tenente-coronel do Corpo de Engenharia Naval, Francesco Rotundi, e construído em 1930.

O navio-escola "Amerigo Vespucci", foi construído nos estaleiros de Castellamare di Stabia (importante centro na província de Napoli) segundo o projeto do Tenente Coronel do Gênio Naval Francesco Rotundi. Iniciada dia 12 de maio de 1930, foi varada 22 de fevereiro de 1931 e começou poucos meses depois sua primeira campanha de instrução. O Rotundi inspirou-se nos veleiros ricamente decorados dos séculos XVII e XVIII.

O veleiro está entre os mais belos do mundo, e participa nas principais paradas navais do mundo.
O Amerigo Vespucci é o gêmeo do Cristoforo Colombo, entraram em serviço em 1928 e 1931 respetivamente. Após a Segunda Guerra Mundial, o tratado de paz impôs que o Cristoforo Colombo fosse transferido para a União Soviética como indenização de guerra como pagamento dos danos provocados.

A unidade é do tipo “Navio à vela com motor”, com três mastros e o gurupés (o mastro que está na ponta do navio, inclinado de 45°), velas quadras (a forma de trapézio), velas de estralho (velas triangulares posicionadas entre os mastros) e fiocchi (velas triangulares situadas na parte anterior do navio, montadas no gurupés).

O casco é do tipo a três potes principais: convés, bateria e corredor com castelo na proa e na popa. O deslocamento é de 4.100 toneladas. O comprimento é de 101 metros, a largura máxima de 15,5 metros e a superfície total das velas de 2.800 metros quadrados que podem empurrá-lo até uma velocidade de 10 nos (19 quilômetros por hora). A estrutura não é de madeira, mas de aço.

Como suporte o navio tem o grupo motor composto de dois motores diesel elétricos que são utilizados para facilitar as manobras no porto e, em caso de falta de vento, durante a navegação. A tripulação é composta de 241 tripulantes.

https://portogente.com.br/colunistas/laire-giraud/28951-o-navio-escola-italiano-amerigo-vespucci
exif / informação técnica
Máquina: samsung
Modelo: SM-G935F
Exposição: 1/290 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/1.7
ISO: 40
Dist.Focal: 4.2mm
Dist.Focal (35mm): 26 mm
Software: Adobe Photoshop Lightroom 5.3 (Windows)

favorita de 130
galardões
  • galardão partilhas
    partilhas
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular
Reis dos mares continuação (ler sff)
Américo Vespúcio no Sines Tall Ships Festival,

O Amerigo Vespucci é um veleiro da Marinha Italiana, onde desempenha a função de navio-escola. Um dos mais belos do mundo, serve a Marinha da Itália há 79 anos, na educação naval e marítima dos aspirantes (cadetes) da Academia Naval e na formação de mestres.

Foi projetado pelo Tenente-coronel do Corpo de Engenharia Naval, Francesco Rotundi, e construído em 1930.

O navio-escola "Amerigo Vespucci", foi construído nos estaleiros de Castellamare di Stabia (importante centro na província de Napoli) segundo o projeto do Tenente Coronel do Gênio Naval Francesco Rotundi. Iniciada dia 12 de maio de 1930, foi varada 22 de fevereiro de 1931 e começou poucos meses depois sua primeira campanha de instrução. O Rotundi inspirou-se nos veleiros ricamente decorados dos séculos XVII e XVIII.

O veleiro está entre os mais belos do mundo, e participa nas principais paradas navais do mundo.
O Amerigo Vespucci é o gêmeo do Cristoforo Colombo, entraram em serviço em 1928 e 1931 respetivamente. Após a Segunda Guerra Mundial, o tratado de paz impôs que o Cristoforo Colombo fosse transferido para a União Soviética como indenização de guerra como pagamento dos danos provocados.

A unidade é do tipo “Navio à vela com motor”, com três mastros e o gurupés (o mastro que está na ponta do navio, inclinado de 45°), velas quadras (a forma de trapézio), velas de estralho (velas triangulares posicionadas entre os mastros) e fiocchi (velas triangulares situadas na parte anterior do navio, montadas no gurupés).

O casco é do tipo a três potes principais: convés, bateria e corredor com castelo na proa e na popa. O deslocamento é de 4.100 toneladas. O comprimento é de 101 metros, a largura máxima de 15,5 metros e a superfície total das velas de 2.800 metros quadrados que podem empurrá-lo até uma velocidade de 10 nos (19 quilômetros por hora). A estrutura não é de madeira, mas de aço.

Como suporte o navio tem o grupo motor composto de dois motores diesel elétricos que são utilizados para facilitar as manobras no porto e, em caso de falta de vento, durante a navegação. A tripulação é composta de 241 tripulantes.

https://portogente.com.br/colunistas/laire-giraud/28951-o-navio-escola-italiano-amerigo-vespucci
Tag’s: H-Veleiros,Américo Vespúcio,Tall Ships,Sines,Itália
comentários
galardões
  • galardão partilhas
    partilhas
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: samsung
Modelo: SM-G935F
Exposição: 1/290 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/1.7
ISO: 40
Dist.Focal: 4.2mm
Dist.Focal (35mm): 26 mm
Software: Adobe Photoshop Lightroom 5.3 (Windows)


favorita de (130)