foto user
Fernando Alves
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/Rio Zêzere
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/Rio Zêzere
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
O Rio Zêzere é um rio em Portugal. Nasce na Serra da Estrela, a cerca de 1900 m de altitude, junto ao Cântaro Magro, onde define um vale glaciar. Seguindo para sudoeste, conflui com o rio Tejo a oeste de Constância, após um curso de cerca de 200 quilómetros.
O rio Zêzere é o segundo maior rio exclusivamente português, após o rio Mondego.
Os seus principais afluentes na margem direita são: o rio Alge, o rio Cabril, a ribeira de Unhais, o rio Nabão, a ribera de Paul e a ribeira de Pêra. Na margem esquerda encontramos a ribeira de Bogas, a ribeira de Rio Caria, a ribeira da Malhadancha, a ribeira da Isna, a ribeira de Meimoa, a ribeira da Sertã e a ribeira de Teixeira.
Da sua bacia hidrográfica com 5043 km², 1056 km² pertencem ao rio Nabão. Os grandes desníveis, aliados ao volume de água (por vezes superior a 10.000 m³/s.), representam uma notável riqueza hidroeléctrica, aproveitada em três barragens (Bouçã, Cabril e Castelo de Bode), que produzem anualmente 700 milhões de kW/hora.

exif / informação técnica
Maquina: Canon
Modelo: Canon EOS 400D DIGITAL
Exposição: 1/125
Abertura: 56/10
ISO: 100
MeteringMode: 5
Flash: 16
Dist.Focal: 70/1

favorita de 66
galardões
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular
Rio Zêzere
O Rio Zêzere é um rio em Portugal. Nasce na Serra da Estrela, a cerca de 1900 m de altitude, junto ao Cântaro Magro, onde define um vale glaciar. Seguindo para sudoeste, conflui com o rio Tejo a oeste de Constância, após um curso de cerca de 200 quilómetros.
O rio Zêzere é o segundo maior rio exclusivamente português, após o rio Mondego.
Os seus principais afluentes na margem direita são: o rio Alge, o rio Cabril, a ribeira de Unhais, o rio Nabão, a ribera de Paul e a ribeira de Pêra. Na margem esquerda encontramos a ribeira de Bogas, a ribeira de Rio Caria, a ribeira da Malhadancha, a ribeira da Isna, a ribeira de Meimoa, a ribeira da Sertã e a ribeira de Teixeira.
Da sua bacia hidrográfica com 5043 km², 1056 km² pertencem ao rio Nabão. Os grandes desníveis, aliados ao volume de água (por vezes superior a 10.000 m³/s.), representam uma notável riqueza hidroeléctrica, aproveitada em três barragens (Bouçã, Cabril e Castelo de Bode), que produzem anualmente 700 milhões de kW/hora.

comentários
galardões
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular

Maquina: Canon
Modelo: Canon EOS 400D DIGITAL
Exposição: 1/125
Abertura: 56/10
ISO: 100
MeteringMode: 5
Flash: 16
Dist.Focal: 70/1


favorita de (66)