foto user
A. Leonel
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Animais/Sanhaçu-cinzento (ler)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Animais/Sanhaçu-cinzento (ler)
voltar lista nav-leftnav-right

Sanhaçu-cinzento (ler)

fotografias > 

Animais

2018-08-10 23:56:35
comentários (41) galardões descrição exif favorita de (59)
descrição

Classificação Científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Subordem: Passeri
Parvordem: Passerida
Família: Thraupidae
Cabanis, 1847
Subfamília: Thraupinae
Cabanis, 1847
Espécie: T. sayaca
Nome Científico
Tangara sayaca
(Linnaeus, 1766)
Nome em Inglês
Sayaca Tanager

O sanhaço-cinzento é uma ave passeriforme da família Thraupidae. Também conhecido como sanhaço-do-mamoeiro, sanhaço, sanhaço-comum, sanhaço-da-amoreira, e no Nordeste como pipira-azul e sanhaço-azul (Natal/RN) e sanhaço de ateira (Ceará). É uma das aves mais comuns do país, conhecida por realizar acrobacias em meio a disputa por frutas com outros pássaros.

Nome Científico
Seu nome científico significa: do (tupy) tangará, ata = andar; e carã = em volta; e do (tupy) saí-açu, = nome indígena tupy para um pássaro muito ativo ou para identificar várias espécies do gênero Tangará; Sayacu de Marcgrave (1648),(Thraupis). ? Pássaro dançarino Sayacu.

Características
Mede entre 16 e 17 centímetros de comprimento e pesa entre 28 e 34 gramas. (Hilty, 2011).
O adulto de Tangara sayaca apresenta coloração geral cinzenta, com as asas e cauda de coloração azul turquesa. Sua cabeça é cinza com uma fina e tênue faixa pós ocular cinza escuro que nem sempre está visível. Testa, coroa e nuca também cinza. Os lores são cinza, da mesma coloração da cabeça. A coloração do manto é cinza, porém mais escuro que a nuca. As penas coberteiras são cinza azuladas. As rêmiges apresentam bela coloração cinza azulada, com reflexos metálicos esverdeados e com as bordas internas das penas escuras. O uropígio, assim como as penas supracaudais, são cinza azulados e as retrizes são azuladas com os mesmos reflexos metálicos verdes das rêmiges. A garganta, peito e ventre são cinza e o crisso é branco.
Os olhos são escuros e o bico apresenta coloração cinza escuro, sendo a porção proximal do bico de coloração mais clara que a porção distal. Tarsos e pés são cinza.
O jovem ou imaturo é similar ao adulto da espécie, entretanto sua coloração é mais esverdeada, mais pálida e mais opaca que este.
Os filhotes são cinzentos e apresentam comissura labial rosada.

Pode ser confundido com o sanhaço-de-encontro-azul, porém o último é muito mais azulado, sem os reflexos metálicos verdes, especialmente no encontro da asa, e também possui o bico maior. É sem dúvida o sanhaçu mais comum em nosso país. Tem um canto longo, entrecortado pelo som de notas altas e baixas. O canto da espécie varia para cada local, havendo exemplo de o sanhaçu-cinzento cantar diferente até num mesmo bairro.

Alimentação
Frutos, costuma consumir muito o fruto da aroeira-mansa (Schinus terebinthifolius), folhas, brotos, flores de eucaliptos e insetos, entre estes os alados de cupim (“aleluias” ou “siriris”) capturados em voo. Vive normalmente na copa das árvores em busca dos frutos maduros, mas é intrépido o suficiente para apanhar também os caídos, preferindo até os que já estejam infestados de larvas e desfrutando-os com outras aves, como a saíra-amarela e o sabiá-da-praia. Aprecia muito os frutos do tapiá ou tanheiro (Alchornea glandulosa). Costuma frequentar comedouros com frutas, como a banana e laranja. Foi observado em Jaú-SP um sanhaçu-cinzento alimentando-se das flores de um ipê-amarelo (João de Almeida Prado).

Reprodução
O ninho, construído pelo casal, é compacto, feito de pequenas raízes, musgos e pecíolos foliares, com um diâmetro externo de cerca de 11 centímetros. Fica escondido na vegetação densa, numa forquilha de árvore, em alturas variáveis. A fêmea põe de 2 a 3 ovos de cor branca, pintados de marrom, semelhantes ao dos sabiás, só que menores, e é responsável pela incubação, que dura de 12 a 14 dias. O casal alimenta os filhotes, que deixam o ninho após 20 dias de idade.

Hábitos
Quando um macho apronta-se para agredir outro, seu canto torna-se rouco e monótono. Anda quase sempre em casais ou pequenos bandos. Também é visto junto com outra espécie de sua família, como o sanhaço-do-coqueiro, cujo canto é bem parecido.

Distribuição Geográfica
Ocorre nas regiões tropicais e subtropicais ao sul da Amazônia e a leste dos Andes.

Informações colhida em https://www.wikiaves.com.br/sanhacu-cinzento
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 5D Mark III
Exposição: 1/100 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/8
ISO: 400
Dist.Focal: 375mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop Lightroom Classic 7.4 (Windows)

favorita de 59
galardões
Esta foto não tem galardões
Sanhaçu-cinzento (ler)

Classificação Científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Subordem: Passeri
Parvordem: Passerida
Família: Thraupidae
Cabanis, 1847
Subfamília: Thraupinae
Cabanis, 1847
Espécie: T. sayaca
Nome Científico
Tangara sayaca
(Linnaeus, 1766)
Nome em Inglês
Sayaca Tanager

O sanhaço-cinzento é uma ave passeriforme da família Thraupidae. Também conhecido como sanhaço-do-mamoeiro, sanhaço, sanhaço-comum, sanhaço-da-amoreira, e no Nordeste como pipira-azul e sanhaço-azul (Natal/RN) e sanhaço de ateira (Ceará). É uma das aves mais comuns do país, conhecida por realizar acrobacias em meio a disputa por frutas com outros pássaros.

Nome Científico
Seu nome científico significa: do (tupy) tangará, ata = andar; e carã = em volta; e do (tupy) saí-açu, = nome indígena tupy para um pássaro muito ativo ou para identificar várias espécies do gênero Tangará; Sayacu de Marcgrave (1648),(Thraupis). ? Pássaro dançarino Sayacu.

Características
Mede entre 16 e 17 centímetros de comprimento e pesa entre 28 e 34 gramas. (Hilty, 2011).
O adulto de Tangara sayaca apresenta coloração geral cinzenta, com as asas e cauda de coloração azul turquesa. Sua cabeça é cinza com uma fina e tênue faixa pós ocular cinza escuro que nem sempre está visível. Testa, coroa e nuca também cinza. Os lores são cinza, da mesma coloração da cabeça. A coloração do manto é cinza, porém mais escuro que a nuca. As penas coberteiras são cinza azuladas. As rêmiges apresentam bela coloração cinza azulada, com reflexos metálicos esverdeados e com as bordas internas das penas escuras. O uropígio, assim como as penas supracaudais, são cinza azulados e as retrizes são azuladas com os mesmos reflexos metálicos verdes das rêmiges. A garganta, peito e ventre são cinza e o crisso é branco.
Os olhos são escuros e o bico apresenta coloração cinza escuro, sendo a porção proximal do bico de coloração mais clara que a porção distal. Tarsos e pés são cinza.
O jovem ou imaturo é similar ao adulto da espécie, entretanto sua coloração é mais esverdeada, mais pálida e mais opaca que este.
Os filhotes são cinzentos e apresentam comissura labial rosada.

Pode ser confundido com o sanhaço-de-encontro-azul, porém o último é muito mais azulado, sem os reflexos metálicos verdes, especialmente no encontro da asa, e também possui o bico maior. É sem dúvida o sanhaçu mais comum em nosso país. Tem um canto longo, entrecortado pelo som de notas altas e baixas. O canto da espécie varia para cada local, havendo exemplo de o sanhaçu-cinzento cantar diferente até num mesmo bairro.

Alimentação
Frutos, costuma consumir muito o fruto da aroeira-mansa (Schinus terebinthifolius), folhas, brotos, flores de eucaliptos e insetos, entre estes os alados de cupim (“aleluias” ou “siriris”) capturados em voo. Vive normalmente na copa das árvores em busca dos frutos maduros, mas é intrépido o suficiente para apanhar também os caídos, preferindo até os que já estejam infestados de larvas e desfrutando-os com outras aves, como a saíra-amarela e o sabiá-da-praia. Aprecia muito os frutos do tapiá ou tanheiro (Alchornea glandulosa). Costuma frequentar comedouros com frutas, como a banana e laranja. Foi observado em Jaú-SP um sanhaçu-cinzento alimentando-se das flores de um ipê-amarelo (João de Almeida Prado).

Reprodução
O ninho, construído pelo casal, é compacto, feito de pequenas raízes, musgos e pecíolos foliares, com um diâmetro externo de cerca de 11 centímetros. Fica escondido na vegetação densa, numa forquilha de árvore, em alturas variáveis. A fêmea põe de 2 a 3 ovos de cor branca, pintados de marrom, semelhantes ao dos sabiás, só que menores, e é responsável pela incubação, que dura de 12 a 14 dias. O casal alimenta os filhotes, que deixam o ninho após 20 dias de idade.

Hábitos
Quando um macho apronta-se para agredir outro, seu canto torna-se rouco e monótono. Anda quase sempre em casais ou pequenos bandos. Também é visto junto com outra espécie de sua família, como o sanhaço-do-coqueiro, cujo canto é bem parecido.

Distribuição Geográfica
Ocorre nas regiões tropicais e subtropicais ao sul da Amazônia e a leste dos Andes.

Informações colhida em https://www.wikiaves.com.br/sanhacu-cinzento
Tag’s: Sanhaçu-cinzento,ave,brasil,fauna,aresio,a. leonel
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 5D Mark III
Exposição: 1/100 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/8
ISO: 400
Dist.Focal: 375mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop Lightroom Classic 7.4 (Windows)


favorita de (59)