foto user
Luis Filipe Correia
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
História/Santuário de Nossa Senhora d'Aires, Viana do Alent
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
História/Santuário de Nossa Senhora d'Aires, Viana do Alent
voltar lista nav-leftnav-right

Santuário de Nossa Senhora d'Aires, Viana do Alent

fotografias > 

História

2018-02-26 13:39:31
Ver no mapa
comentários (52) galardões descrição exif favorita de (69)
descrição
O Santuário de Nossa Senhora de Aires, em Viana do Alentejo, é uma dupla surpresa. Nos arredores da pequena vila, apresenta uma escala monumental e uma erudição arquitetónica inesperadas. O opulento baldaquino, ao centro da capela-mor da igreja, é único em Portugal. Mas o Santuário de Nossa Senhora de Aires distingue-se ainda por guardar uma das maiores coleções de ex-votos do país. Com pinturas de meados do séc. XVIII, anteriores à construção da própria igreja, esta coleção, composta por milhares de exemplares, tem mais de cem peças classificadas e é testemunho da devoção a Nossa Senhora de Aires que, durante a Guerra Colonial, conheceu um incremento impressionante.

Santuário Barroco, é muito conhecido pelas festividades que anualmente aqui decorrem em honra à Padroeira Nossa Senhora de Aires, no quarto fim de semana de Setembro.
A história do Santuário remonta ao século XVI, numa pequena ermida rodeada por cinco hospedarias de romeiros, que com o passar do tempo foi ficando mais afamada, atraindo mais fiéis, mercadores e forasteiros, tendo-se construído um novo, maior e mais digno templo, inaugurado em 1760, num estilo barroco - rocócó.
O grande ponto de interesse deste Santuário é a Casa dos Milagres, antiga sala das confrarias, que centenas de anos de promessas forraram com uma colecção imensa de ex-votos, atendendo à tradição de que a imagem da antiga padroeira, Nossa Senhora da Piedade, nunca deixou de socorrer os crentes.
A famosa Romaria de Nossa Senhora d'Aires é mais propriamente uma feira, com origem no alvará do Rei D. José I, em 1751, autorizando a realização de uma feira franca nesta local. Hoje em dia, na altura da Romaria tem igualmente lugar a concretização da Feira de Aires, com festividades diversas, que animam o local, atraindo inúmeros visitantes.

A romaria de Nossa Senhora d'Aires, distrito e arquidiocese de Évora, remonta a 1748, quando se iniciou o culto mariano deste local Tudo terá nascido de um voto feito por alguns comerciantes (devido a uma epidemia que então grassava na região). Uma vez atendido o voto, de imediato se iniciou a construção do imponente santuário que hoje é o palco desta romaria.

A feira/romaria ocorre no quarto domingo de Setembro, quando se faz uma pequena procissão com a imagem da Virgem em redor do templo (onde se encontram inúmeros ex-votos).

A romaria a cavalo tem como objectivo a recuperação de uma tradição abandonada há cerca de 70 anos, quando os lavradores e agricultores se deslocavam com os seus animais ao Santuário de N. Sr.ª d'Aires para pedir protecção para o gado e boas colheitas.

A Romaria a Cavalo realiza-se, no quarto fim-de-semana de Abril, entre a Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, na Moita do Ribatejo, e o Santuário de Nossa Senhora D’Aires, em Viana do Alentejo. A romaria é realizada pela antiga canada real, conhecida, igualmente, pela estrada dos espanhóis e que perfaz um total de 120 km. Esta romaria tem um carácter religioso associado, sendo a Virgem transportada na romaria.
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3100
Exposição: 1/800 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/7.1
ISO: 100
Dist.Focal: 22mm
Dist.Focal (35mm): 33 mm
Software: Adobe Photoshop Elements 5.0 Windows

favorita de 69
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
Santuário de Nossa Senhora d'Aires, Viana do Alent
O Santuário de Nossa Senhora de Aires, em Viana do Alentejo, é uma dupla surpresa. Nos arredores da pequena vila, apresenta uma escala monumental e uma erudição arquitetónica inesperadas. O opulento baldaquino, ao centro da capela-mor da igreja, é único em Portugal. Mas o Santuário de Nossa Senhora de Aires distingue-se ainda por guardar uma das maiores coleções de ex-votos do país. Com pinturas de meados do séc. XVIII, anteriores à construção da própria igreja, esta coleção, composta por milhares de exemplares, tem mais de cem peças classificadas e é testemunho da devoção a Nossa Senhora de Aires que, durante a Guerra Colonial, conheceu um incremento impressionante.

Santuário Barroco, é muito conhecido pelas festividades que anualmente aqui decorrem em honra à Padroeira Nossa Senhora de Aires, no quarto fim de semana de Setembro.
A história do Santuário remonta ao século XVI, numa pequena ermida rodeada por cinco hospedarias de romeiros, que com o passar do tempo foi ficando mais afamada, atraindo mais fiéis, mercadores e forasteiros, tendo-se construído um novo, maior e mais digno templo, inaugurado em 1760, num estilo barroco - rocócó.
O grande ponto de interesse deste Santuário é a Casa dos Milagres, antiga sala das confrarias, que centenas de anos de promessas forraram com uma colecção imensa de ex-votos, atendendo à tradição de que a imagem da antiga padroeira, Nossa Senhora da Piedade, nunca deixou de socorrer os crentes.
A famosa Romaria de Nossa Senhora d'Aires é mais propriamente uma feira, com origem no alvará do Rei D. José I, em 1751, autorizando a realização de uma feira franca nesta local. Hoje em dia, na altura da Romaria tem igualmente lugar a concretização da Feira de Aires, com festividades diversas, que animam o local, atraindo inúmeros visitantes.

A romaria de Nossa Senhora d'Aires, distrito e arquidiocese de Évora, remonta a 1748, quando se iniciou o culto mariano deste local Tudo terá nascido de um voto feito por alguns comerciantes (devido a uma epidemia que então grassava na região). Uma vez atendido o voto, de imediato se iniciou a construção do imponente santuário que hoje é o palco desta romaria.

A feira/romaria ocorre no quarto domingo de Setembro, quando se faz uma pequena procissão com a imagem da Virgem em redor do templo (onde se encontram inúmeros ex-votos).

A romaria a cavalo tem como objectivo a recuperação de uma tradição abandonada há cerca de 70 anos, quando os lavradores e agricultores se deslocavam com os seus animais ao Santuário de N. Sr.ª d'Aires para pedir protecção para o gado e boas colheitas.

A Romaria a Cavalo realiza-se, no quarto fim-de-semana de Abril, entre a Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, na Moita do Ribatejo, e o Santuário de Nossa Senhora D’Aires, em Viana do Alentejo. A romaria é realizada pela antiga canada real, conhecida, igualmente, pela estrada dos espanhóis e que perfaz um total de 120 km. Esta romaria tem um carácter religioso associado, sendo a Virgem transportada na romaria.
Tag’s: Santuário de Nossa Senhora d'Aires,,Santuário de Nossa Senhora de Aires,Viana do Alentejo,Alentejo,Portugal
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3100
Exposição: 1/800 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/7.1
ISO: 100
Dist.Focal: 22mm
Dist.Focal (35mm): 33 mm
Software: Adobe Photoshop Elements 5.0 Windows