foto user
Antonio Ramos
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/Telhados da minha terra
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/Telhados da minha terra
voltar lista nav-leftnav-right

Telhados da minha terra

fotografias > 

Outros

2017-03-30 12:05:45
Ver no mapa
comentários (112) galardões descrição exif favorita de (129)
descrição
O Porto é só uma certa maneira de me refugiar, forrar-me de silêncio e procurar trazer à tona algumas palavras, sem outro fito que não seja o de opor ao corpo espesso destes telhados e muros a insurreição do olhar.
O Porto é só esta atenção empenhada em escutar os passos dos velhos, que a certas horas atravessam a rua para passarem os dias no café, os olhos vazios, as lágrimas todas das crianças da ribeira correndo nos sulcos da sua melancolia.
O Porto é só a pequena praça onde há tantos anos aprendo metodicamente a ser árvore, procurando assim parecer-me cada vez mais com a terra obscura do meu próprio rosto.
Desentendido da cidade, olho na palma da mão os resíduos da juventude, e dessa paixão sem regra deixarei que uma pétala pouse aqui, por ser tão branca e bela.

exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3100
Exposição: 1/200 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/8
ISO: 100
Dist.Focal: 18mm
Dist.Focal (35mm): 27 mm
Software: Ver.1.01

favorita de 129
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular
Telhados da minha terra
O Porto é só uma certa maneira de me refugiar, forrar-me de silêncio e procurar trazer à tona algumas palavras, sem outro fito que não seja o de opor ao corpo espesso destes telhados e muros a insurreição do olhar.
O Porto é só esta atenção empenhada em escutar os passos dos velhos, que a certas horas atravessam a rua para passarem os dias no café, os olhos vazios, as lágrimas todas das crianças da ribeira correndo nos sulcos da sua melancolia.
O Porto é só a pequena praça onde há tantos anos aprendo metodicamente a ser árvore, procurando assim parecer-me cada vez mais com a terra obscura do meu próprio rosto.
Desentendido da cidade, olho na palma da mão os resíduos da juventude, e dessa paixão sem regra deixarei que uma pétala pouse aqui, por ser tão branca e bela.

Tag’s: Ponte D.Luíz I,Estação de São Bento,Ribeira,Igreja de S.Francisco
comentários
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3100
Exposição: 1/200 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/8
ISO: 100
Dist.Focal: 18mm
Dist.Focal (35mm): 27 mm
Software: Ver.1.01


favorita de (129)