foto user
Dolores Marques
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Urbana/"A Vertigem do Mundo"
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Urbana/"A Vertigem do Mundo"
voltar lista nav-leftnav-right

"A Vertigem do Mundo"

fotografias > 

Paisagem Urbana

2018-02-22 09:47:47
comentários (71) galardões descrição exif favorita de (81)
descrição
A Vertigem do Mundo

Aos que jazem
ainda vivos
sobre o solo

batendo os punhos no ar ressequido
com faces de fúria desenhando veios de fogo
nos seus olhos

estendo os braços desprotegidos da luz
que se desfazem em areia ocre e escura
tombando densa sobre os corpos.

Do mar, demorarão a chegar as vozes
que nos tornarão invencíveis transparências,
expulsando-nos de uma matéria exangue de sonhos.

Escrevendo, procuro formar um mar mais célere
que anuncie uma antecipada redenção.

Dir-me-ás que se a vertigem do mundo
coubesse dentro de um poema
nada mais restaria além dele -
buraco negro eclipsando-nos
do espaço
de uma vez só.


Poema de Carolina Meireles, publicado na Revista Ler

https://youtu.be/pzfg4lKjX44
exif / informação técnica
Máquina: FUJIFILM
Modelo: FinePix S6500fd
Exposição: 1/400 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/3.9
ISO: 200
Dist.Focal: 29mm
Dist.Focal (35mm):
Software: PhotoScape

favorita de 81
galardões
  • galardão partilhas
    partilhas
  • galardão popular
    foto
    popular
"A Vertigem do Mundo"
A Vertigem do Mundo

Aos que jazem
ainda vivos
sobre o solo

batendo os punhos no ar ressequido
com faces de fúria desenhando veios de fogo
nos seus olhos

estendo os braços desprotegidos da luz
que se desfazem em areia ocre e escura
tombando densa sobre os corpos.

Do mar, demorarão a chegar as vozes
que nos tornarão invencíveis transparências,
expulsando-nos de uma matéria exangue de sonhos.

Escrevendo, procuro formar um mar mais célere
que anuncie uma antecipada redenção.

Dir-me-ás que se a vertigem do mundo
coubesse dentro de um poema
nada mais restaria além dele -
buraco negro eclipsando-nos
do espaço
de uma vez só.


Poema de Carolina Meireles, publicado na Revista Ler

https://youtu.be/pzfg4lKjX44
Tag’s: vertigem do mundo,veios de fogo,vozes,transparências
comentários
galardões
  • galardão partilhas
    partilhas
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: FUJIFILM
Modelo: FinePix S6500fd
Exposição: 1/400 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/3.9
ISO: 200
Dist.Focal: 29mm
Dist.Focal (35mm):
Software: PhotoScape


favorita de (81)