foto user
Virgílio
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
História/Aliados "sala visitas" da Invicta... (ver desc.)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
História/Aliados "sala visitas" da Invicta... (ver desc.)
voltar lista nav-leftnav-right

Aliados "sala visitas" da Invicta... (ver desc.)

fotografias > 

História

2014-06-20 16:53:10
comentários (49) galardões descrição exif favorita de (49)
descrição
Origem do nome
A avenida homenageia os países Aliados da Primeira Guerra Mundial.

História
A imponência do seu conjunto arquitetónico e o seu caráter central fazem dela a "sala de visitas" da cidade, local por excelência onde os portuenses se concentram para celebrarem os momentos especiais.

Todos os edifícios são de bom granito, muitos deles coroados de lanternins, cúpulas e coruchéus. O eixo da avenida é marcado por uma ampla placa central que, até meados de 2006, era ajardinada e agora está completamente calcetada por paralelipípedos de granito.

Sensivelmente a meio da avenida, de um e outro lado, estão as duas bocas da Estação Aliados da Linha D do Metro do Porto. Foi precisamente a construção da estação que originou a completa reformulação da avenida, obra que foi entregue aos arquitetos Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto Moura. O projeto ficou envolvido por uma enorme contestação por, alegadamente, desvirtuar a tradição histórica e paisagística do local. Apesar de tudo, a obra — que procurava criar uma continuidade entre a Avenida e a Praça de Liberdade — foi, nas suas linhas gerais, concretizada.

Na tarde de 15 de maio de 1982, o Papa João Paulo II presidiu uma missa celebrada junto à Câmara Municipal, na Avenida dos Aliados, na sua primeira visita apostólica a Portugal.

Ao cimo, onde se ergue o edifício da Câmara Municipal do Porto, a avenida dá lugar à Praça do General Humberto Delgado.
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 49
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
Aliados "sala visitas" da Invicta... (ver desc.)
Origem do nome
A avenida homenageia os países Aliados da Primeira Guerra Mundial.

História
A imponência do seu conjunto arquitetónico e o seu caráter central fazem dela a "sala de visitas" da cidade, local por excelência onde os portuenses se concentram para celebrarem os momentos especiais.

Todos os edifícios são de bom granito, muitos deles coroados de lanternins, cúpulas e coruchéus. O eixo da avenida é marcado por uma ampla placa central que, até meados de 2006, era ajardinada e agora está completamente calcetada por paralelipípedos de granito.

Sensivelmente a meio da avenida, de um e outro lado, estão as duas bocas da Estação Aliados da Linha D do Metro do Porto. Foi precisamente a construção da estação que originou a completa reformulação da avenida, obra que foi entregue aos arquitetos Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto Moura. O projeto ficou envolvido por uma enorme contestação por, alegadamente, desvirtuar a tradição histórica e paisagística do local. Apesar de tudo, a obra — que procurava criar uma continuidade entre a Avenida e a Praça de Liberdade — foi, nas suas linhas gerais, concretizada.

Na tarde de 15 de maio de 1982, o Papa João Paulo II presidiu uma missa celebrada junto à Câmara Municipal, na Avenida dos Aliados, na sua primeira visita apostólica a Portugal.

Ao cimo, onde se ergue o edifício da Câmara Municipal do Porto, a avenida dá lugar à Praça do General Humberto Delgado.
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Sem informações de EXIF