foto user
Breno Fortuna
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/Alma de Ciclista
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/Alma de Ciclista
voltar lista nav-leftnav-right

Alma de Ciclista

fotografias > 

Outros

2014-01-21 12:00:50
Ver no mapa
comentários (24) galardões descrição exif favorita de (13)
descrição
foi assim...
bang!... um tiro soou na pista
a corrida começara.
rapidamente parti.

pedalei,
pedalei,
pedalei,
com força minha bicicleta
amarela e tão magrela,
tão diferente das outras,
das dos demais atletas,
uniformizados e garbosos,
e de pensar positivo; vitória,
ganhar,
ganhar,
ganhar.

e lá ia eu, pedalando.
feliz em participar
daquela corrida fantástica,
resistindo íngremes subidas,
solto nos terríveis declives,
e cansaço nas retas sem fim.

passei por caminhos sinuosos,
por cenários maviosos
que meu olhar nunca viu.
cada curva uma surpresa
de natureza verdejante.
vales, rios e montanhas,
viço em flores, aves, bichos,
beleza tal, de embriagar.

e lá iam os competidores
na reta final de chegada.
todos me ultrapassaram.

então desacelerei...
pedalei devagarzinho,
passeando,
passeando,
devagar, quase parando,
na minha magrela amarela,
até cruzar sob aplausos
num honroso ‘último lugar’,
a linha da qual partira.
a mesma que feliz cheguei,
das paisagens vividas.
valendo mais que medalha
‘o prêmio é esta poesia. ’
Zé Silveira do Brasil


Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=130767#ixzz2r27M8PCo
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 1100D
Exposição: 1/100 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/16
ISO: 100
Dist.Focal: 25mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop Elements 11.0 Windows

favorita de 13
galardões
Esta foto não tem galardões
Alma de Ciclista
foi assim...
bang!... um tiro soou na pista
a corrida começara.
rapidamente parti.

pedalei,
pedalei,
pedalei,
com força minha bicicleta
amarela e tão magrela,
tão diferente das outras,
das dos demais atletas,
uniformizados e garbosos,
e de pensar positivo; vitória,
ganhar,
ganhar,
ganhar.

e lá ia eu, pedalando.
feliz em participar
daquela corrida fantástica,
resistindo íngremes subidas,
solto nos terríveis declives,
e cansaço nas retas sem fim.

passei por caminhos sinuosos,
por cenários maviosos
que meu olhar nunca viu.
cada curva uma surpresa
de natureza verdejante.
vales, rios e montanhas,
viço em flores, aves, bichos,
beleza tal, de embriagar.

e lá iam os competidores
na reta final de chegada.
todos me ultrapassaram.

então desacelerei...
pedalei devagarzinho,
passeando,
passeando,
devagar, quase parando,
na minha magrela amarela,
até cruzar sob aplausos
num honroso ‘último lugar’,
a linha da qual partira.
a mesma que feliz cheguei,
das paisagens vividas.
valendo mais que medalha
‘o prêmio é esta poesia. ’
Zé Silveira do Brasil


Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=130767#ixzz2r27M8PCo
Tag’s: Bicicleta,Criança,Preto e Branco
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 1100D
Exposição: 1/100 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/16
ISO: 100
Dist.Focal: 25mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop Elements 11.0 Windows


favorita de (13)