foto user
Dolores Marques
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
História/As Grades no Aljube
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
História/As Grades no Aljube
voltar lista nav-leftnav-right

As Grades no Aljube

fotografias > 

História

2018-10-07 19:25:53
comentários (32) galardões descrição exif favorita de (40)
descrição
As Grades no Aljube

ARIANE Poema de Miguel Torga no Aljube

Ariane é um navio.
Tem mastros, velas e bandeira à proa,
E chegou num dia branco, frio,
A este rio Tejo de Lisboa.

Carregado de Sonho, fundeou
Dentro da claridade destas grades...
Cisne de todos, que se foi, voltou
Só para os olhos de quem tem saudades...

Foram duas fragatas ver quem era
Um tal milagre assim: era um navio
Que se balança ali à minha espera
Entre as gaivotas que se dão no rio.

Mas eu é que não pude ainda por meus passos
Sair desta prisão em corpo inteiro,
E levantar âncora, e cair nos braços
De Ariane, o veleiro.

Miguel Torga

No dia 1 de Janeiro de 1940, há 70 anos, Miguel Torga estava preso na cadeia do Aljube, esse “tombo de agonias”.
https://nesgadeterra.blogspot.com/2016/09/ariane-miguel-torga.html
exif / informação técnica
Máquina: FUJIFILM
Modelo: FinePix S6500fd
Exposição: 1/58 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/2.8
ISO: 200
Dist.Focal: 6.2mm
Dist.Focal (35mm):
Software: PhotoScape

favorita de 40
galardões
Esta foto não tem galardões
As Grades no Aljube
As Grades no Aljube

ARIANE Poema de Miguel Torga no Aljube

Ariane é um navio.
Tem mastros, velas e bandeira à proa,
E chegou num dia branco, frio,
A este rio Tejo de Lisboa.

Carregado de Sonho, fundeou
Dentro da claridade destas grades...
Cisne de todos, que se foi, voltou
Só para os olhos de quem tem saudades...

Foram duas fragatas ver quem era
Um tal milagre assim: era um navio
Que se balança ali à minha espera
Entre as gaivotas que se dão no rio.

Mas eu é que não pude ainda por meus passos
Sair desta prisão em corpo inteiro,
E levantar âncora, e cair nos braços
De Ariane, o veleiro.

Miguel Torga

No dia 1 de Janeiro de 1940, há 70 anos, Miguel Torga estava preso na cadeia do Aljube, esse “tombo de agonias”.
https://nesgadeterra.blogspot.com/2016/09/ariane-miguel-torga.html
Tag’s: As Grades no Aljube,ARIANE Poema de Miguel Torga no Aljube
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: FUJIFILM
Modelo: FinePix S6500fd
Exposição: 1/58 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/2.8
ISO: 200
Dist.Focal: 6.2mm
Dist.Focal (35mm):
Software: PhotoScape


favorita de (40)