foto user
Vasco Trancoso
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/Café Central II (v descr).
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/Café Central II (v descr).
voltar lista nav-leftnav-right

Café Central II (v descr).

fotografias > 

Gentes e Locais

2014-11-01 20:19:51
comentários (56) galardões descrição exif favorita de (81)
descrição
O Café Central é talvez o mais antigo e emblemático estabelecimento deste tipo nas Caldas da Rainha. Foi erigido na carismática Praça da Fruta, durante a década de 1930, praticamente no local onde existiu, no final do Séc. XVIII, o mais antigo café das Caldas. O primeiro dono foi Franklin Galinha e proporcionava grandes petiscadas a cargo do Henrique dos jornais (famosa a sua lagosta suada). Tinha uma tabacaria em anexo (a Havaneza) e era concessionário de jornais. Em 15 de Maio de 1955 reabre remodelado, agora propriedade da família Freitas. Na cave surgem um bar, bilhares e outros desportos não de só estratégia mental mas também política – já que se tornaria num local de reunião da oposição local. De entre as diferentes intervenções salientamos a do célebre painel dos unicórnios (na imagem) executado pelo pintor Júlio Pomar. Adoptado então pela esquerda Caldense, pelos artistas e intelectuais, bem como pelos jovens, depressa se transformou num centro típico das tertúlias de Café.
Ainda hoje existe após recuperação em 1996 que conservou o seu ex-libris: o painel dos unicórnios.



exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 5D Mark III
Exposição: 1/125 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/2.8
ISO: 1600
Dist.Focal: 24mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CS5 Windows

favorita de 81
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão partilhas
    partilhas
  • galardão popular
    foto
    popular
Café Central II (v descr).
O Café Central é talvez o mais antigo e emblemático estabelecimento deste tipo nas Caldas da Rainha. Foi erigido na carismática Praça da Fruta, durante a década de 1930, praticamente no local onde existiu, no final do Séc. XVIII, o mais antigo café das Caldas. O primeiro dono foi Franklin Galinha e proporcionava grandes petiscadas a cargo do Henrique dos jornais (famosa a sua lagosta suada). Tinha uma tabacaria em anexo (a Havaneza) e era concessionário de jornais. Em 15 de Maio de 1955 reabre remodelado, agora propriedade da família Freitas. Na cave surgem um bar, bilhares e outros desportos não de só estratégia mental mas também política – já que se tornaria num local de reunião da oposição local. De entre as diferentes intervenções salientamos a do célebre painel dos unicórnios (na imagem) executado pelo pintor Júlio Pomar. Adoptado então pela esquerda Caldense, pelos artistas e intelectuais, bem como pelos jovens, depressa se transformou num centro típico das tertúlias de Café.
Ainda hoje existe após recuperação em 1996 que conservou o seu ex-libris: o painel dos unicórnios.



Tag’s: Cafés,Caldas da Rainha,Café Central,P&B
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão partilhas
    partilhas
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 5D Mark III
Exposição: 1/125 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/2.8
ISO: 1600
Dist.Focal: 24mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CS5 Windows


favorita de (81)