foto user
A. Leonel
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Animais/Carão (ler)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Animais/Carão (ler)
voltar lista nav-leftnav-right

Carão (ler)

fotografias > 

Animais

2018-06-05 17:47:34
comentários (70) galardões descrição exif favorita de (90)
descrição
O carão (Aramus guarauna), também conhecido por saracurão (Rio Grande do Sul), é uma ave gruiforme, presente no estado da Flórida e do México à Bolívia, Argentina e Brasil. É o único representante da família Aramidae e do gênero Aramus.

Nome Científico
Seu nome científico significa: do (grego) aramos = um tipo de garça mencionado por Hesychius; e do (tupi) guarauna = nome indígena para esta ave, que significa pássaro preto do brejo. ? Garça preta do brejo.

Características
O carão mede até 70 cm de comprimento, possuindo o corpo pardo-escuro com garganta branca, bico com mandíbula amarela, cabeça e pescoço estriados de branco e pernas negras. Espécie sem dimorfismo sexual.

Subespécies
Possui quatro subespécies:
Aramus guarauna guarauna (Linnaeus, 1766) - ocorre na América do Sul, exceto na costa árida a oeste da Cordilheira dos Andes e no extremo sul do continente;
Aramus guarauna elucus (J. L. Peters, 1925) - ocorre nas ilhas de Hispaniola e Porto Rico;
Aramus guarauna dolosus (J. L. Peters, 1925) - ocorre no sudoeste do México até o Panamá;
Aramus guarauna pictus (F. A. A. Meyer, 1794) - ocorre na Flórida, Cuba e Jamaica.

Alimentação
Alimenta-se de grandes caramujos aquáticos chamados aruás (furando-os com o bico), podendo comer ainda caramujos terrestres e pequenos lagartos. Captura os aruás na vegetação densa ou mesmo no fundo de lagos rasos, sem mergulhar, entrando na água somente até a altura da barriga.

Reprodução
Faz ninho grande, como um cesto profundo, depositado sobre a vegetação alta dentro de brejos. Põe de 3 a 6 ovos de cor creme com manchas marrons.

Hábitos
Habita localmente pântanos e campos alagados, margens de rios com vegetação baixa e manguezais. Vive solitário, eventualmente em grupos maiores, em poças de lama. Durante o período reprodutivo vive aos casais. É principalmente noturno, embora também ativo durante o dia. Quando não está se alimentando pode ser observado pousado em arbustos baixos.

Ave que vocaliza pouco, geralmente apenas um chamado de advertência quando alguém se aproxima (soa como um “trok”). Mas pode vocalizar de maneira mais intensa na época reprodutiva ou quando pousa em árvores para dormir, emitindo uma sequência de 5-7 gritos muito fortes e graves .

Distribuição Geográfica
Todo o Brasil e também do sudeste dos Estados Unidos (Flórida) e México até a Argentina e o Uruguai.

Informaçõe colhiadas: http://www.wikiaves.com.br/carao
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 5D Mark III
Exposição: 1/500 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/9
ISO: 800
Dist.Focal: 600mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop Lightroom Classic 7.2 (Windows)

favorita de 90
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
Carão (ler)
O carão (Aramus guarauna), também conhecido por saracurão (Rio Grande do Sul), é uma ave gruiforme, presente no estado da Flórida e do México à Bolívia, Argentina e Brasil. É o único representante da família Aramidae e do gênero Aramus.

Nome Científico
Seu nome científico significa: do (grego) aramos = um tipo de garça mencionado por Hesychius; e do (tupi) guarauna = nome indígena para esta ave, que significa pássaro preto do brejo. ? Garça preta do brejo.

Características
O carão mede até 70 cm de comprimento, possuindo o corpo pardo-escuro com garganta branca, bico com mandíbula amarela, cabeça e pescoço estriados de branco e pernas negras. Espécie sem dimorfismo sexual.

Subespécies
Possui quatro subespécies:
Aramus guarauna guarauna (Linnaeus, 1766) - ocorre na América do Sul, exceto na costa árida a oeste da Cordilheira dos Andes e no extremo sul do continente;
Aramus guarauna elucus (J. L. Peters, 1925) - ocorre nas ilhas de Hispaniola e Porto Rico;
Aramus guarauna dolosus (J. L. Peters, 1925) - ocorre no sudoeste do México até o Panamá;
Aramus guarauna pictus (F. A. A. Meyer, 1794) - ocorre na Flórida, Cuba e Jamaica.

Alimentação
Alimenta-se de grandes caramujos aquáticos chamados aruás (furando-os com o bico), podendo comer ainda caramujos terrestres e pequenos lagartos. Captura os aruás na vegetação densa ou mesmo no fundo de lagos rasos, sem mergulhar, entrando na água somente até a altura da barriga.

Reprodução
Faz ninho grande, como um cesto profundo, depositado sobre a vegetação alta dentro de brejos. Põe de 3 a 6 ovos de cor creme com manchas marrons.

Hábitos
Habita localmente pântanos e campos alagados, margens de rios com vegetação baixa e manguezais. Vive solitário, eventualmente em grupos maiores, em poças de lama. Durante o período reprodutivo vive aos casais. É principalmente noturno, embora também ativo durante o dia. Quando não está se alimentando pode ser observado pousado em arbustos baixos.

Ave que vocaliza pouco, geralmente apenas um chamado de advertência quando alguém se aproxima (soa como um “trok”). Mas pode vocalizar de maneira mais intensa na época reprodutiva ou quando pousa em árvores para dormir, emitindo uma sequência de 5-7 gritos muito fortes e graves .

Distribuição Geográfica
Todo o Brasil e também do sudeste dos Estados Unidos (Flórida) e México até a Argentina e o Uruguai.

Informaçõe colhiadas: http://www.wikiaves.com.br/carao
Tag’s: carão,ave,fauna,brasil,aresio,a. leonel,parque do lago,salto
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 5D Mark III
Exposição: 1/500 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/9
ISO: 800
Dist.Focal: 600mm
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop Lightroom Classic 7.2 (Windows)


favorita de (90)