foto user
MARIAH
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Arte Digital/Crónicas da terra incógnita
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Arte Digital/Crónicas da terra incógnita
voltar lista nav-leftnav-right

Crónicas da terra incógnita

fotografias > 

Arte Digital

2008-04-23 21:43:39
comentários (75) galardões descrição exif favorita de (66)
descrição
Há uma terra a leste do coração,
meu amor,
para lá dos mundos naufragados,
à esquerda da esperança.

Um lugar onde o veneno da medusa
é bebido em cálices nocturnos,
e onde os adolescentes
nadam
com os primeiros golfinhos da manhã.

Não tem nome nem mapa nem rota,
é uma terra de vento e luz,
onde Deus está por inventar,
e o Demo não desembarcou ainda
com as suas filhas de prata.

É uma pulsante ilha no meu peito,
escuta-a, amor,
a terra onde poisarás a fronte,
e onde uma noite apenas
dura todo o sempre.

( João de Mancelos, in Alma Azul )
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 66
galardões
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular
Crónicas da terra incógnita
Há uma terra a leste do coração,
meu amor,
para lá dos mundos naufragados,
à esquerda da esperança.

Um lugar onde o veneno da medusa
é bebido em cálices nocturnos,
e onde os adolescentes
nadam
com os primeiros golfinhos da manhã.

Não tem nome nem mapa nem rota,
é uma terra de vento e luz,
onde Deus está por inventar,
e o Demo não desembarcou ainda
com as suas filhas de prata.

É uma pulsante ilha no meu peito,
escuta-a, amor,
a terra onde poisarás a fronte,
e onde uma noite apenas
dura todo o sempre.

( João de Mancelos, in Alma Azul )
comentários
galardões
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular

Sem informações de EXIF

favorita de (66)