foto user
antónio cravo
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/esta noite não dormi
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/esta noite não dormi
voltar lista nav-leftnav-right

esta noite não dormi

fotografias > 

Outros

2009-10-06 13:04:46
Ver no mapa
comentários (69) galardões descrição exif favorita de (27)
descrição
não há muitos meses, mostrei a um investigador um documento que contraditava a versão corrente do salvamento dos náufragos do nathalie.

a 3 de outubro de 1880, naufragou a 2km a sul da praia da torreira o vapor nathalie, proveniente de havre.

manuel firmino d'almeida maia, dono de companhas na torreira e fundador do jornal "o campeão as províncias", faz com que 15 das suas juntas de bois arrastem pela areia o barco "srª da arrábida" até estar em frente ao "steamer".

salvam-se 17 passageiros e tripulantes e 51 pescadores da torreira vêem o seu nome publicado a 14 de Dezembro de 1880, no nº 285 do Diário do Governo que lhes atribuía a “ Medalha de Prata de Distinção”.

a notícia do sucedido é descrita ao pormenor no campeão das províncias.

tudo isto é referido pelo escritor marques gomes, citado por josé maria barbosa, no livro "a murtoza".

acontece que quando se fala no naufrágio, todas as fontes citam o arrais gabriel ançã como tendo sido o autor do salvamento. se o foi porque não consta o seu nome no diário do governo e na notícia do campeão das províncias que, sendo publicado em aveiro, teria toda a gala em exibir que um filho da terra tinha sido autor de um acto heróico?

forneci o diário do governo a um investigador, dei-lhe as dicas que tinha. disse-me que era novidade e que ia tirar a limpo na torre do tombo....

várias vezes lhe perguntei como andava a pesquisa, vários silêncios de resposta.

há duas semanas lançou um livro com a monografia da sua terra, de que tenho exemplar autografado e com dedicatória.

ontem à noite ao folheá-lo dou comigo a ler que o heróico salvador do nathalie foi o arrais ançã, sem citação de fontes e com detalhes que lembram banda desenhada.

com todo o respeito e admiração que tenho pelo arrais ançã, acho que ele não merece ser desacreditado pela atribuição de algo que não fez.

não tenho tempo, nem dinheiro, para publicar livros - estão sempre em construção aqui e noutros lugares -, mas a estória não passará a história.
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 27
galardões
Esta foto não tem galardões
esta noite não dormi
não há muitos meses, mostrei a um investigador um documento que contraditava a versão corrente do salvamento dos náufragos do nathalie.

a 3 de outubro de 1880, naufragou a 2km a sul da praia da torreira o vapor nathalie, proveniente de havre.

manuel firmino d'almeida maia, dono de companhas na torreira e fundador do jornal "o campeão as províncias", faz com que 15 das suas juntas de bois arrastem pela areia o barco "srª da arrábida" até estar em frente ao "steamer".

salvam-se 17 passageiros e tripulantes e 51 pescadores da torreira vêem o seu nome publicado a 14 de Dezembro de 1880, no nº 285 do Diário do Governo que lhes atribuía a “ Medalha de Prata de Distinção”.

a notícia do sucedido é descrita ao pormenor no campeão das províncias.

tudo isto é referido pelo escritor marques gomes, citado por josé maria barbosa, no livro "a murtoza".

acontece que quando se fala no naufrágio, todas as fontes citam o arrais gabriel ançã como tendo sido o autor do salvamento. se o foi porque não consta o seu nome no diário do governo e na notícia do campeão das províncias que, sendo publicado em aveiro, teria toda a gala em exibir que um filho da terra tinha sido autor de um acto heróico?

forneci o diário do governo a um investigador, dei-lhe as dicas que tinha. disse-me que era novidade e que ia tirar a limpo na torre do tombo....

várias vezes lhe perguntei como andava a pesquisa, vários silêncios de resposta.

há duas semanas lançou um livro com a monografia da sua terra, de que tenho exemplar autografado e com dedicatória.

ontem à noite ao folheá-lo dou comigo a ler que o heróico salvador do nathalie foi o arrais ançã, sem citação de fontes e com detalhes que lembram banda desenhada.

com todo o respeito e admiração que tenho pelo arrais ançã, acho que ele não merece ser desacreditado pela atribuição de algo que não fez.

não tenho tempo, nem dinheiro, para publicar livros - estão sempre em construção aqui e noutros lugares -, mas a estória não passará a história.
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Sem informações de EXIF

favorita de (27)