foto user
Hugo Mota Miranda
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Urbana/ESTÁTUA DE ABEL SALAZAR!!! LER
fullscreen play voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Urbana/ESTÁTUA DE ABEL SALAZAR!!! LER
play voltar lista nav-leftnav-right

ESTÁTUA DE ABEL SALAZAR!!! LER

fotografias > 

Paisagem Urbana

2015-05-19 17:54:35
comentários (34) galardões descrição exif favorita de (45)
descrição
intor e professor universitário, nasceu em Guimarães em 1889 e morreu em Lisboa em 1946.
Médico de profissão e professor catedrático de Histologia e Embriologia na Universidade do Porto, notabilizou-se sobretudo como artista amador, além de ensaísta, historiador e crítico de arte.
No campo da ciência criou novos métodos de técnica histológica, entre eles o método tano-férrico que o irá tornar mundialmente conhecido.
A sua pintura, de temática urbana e rural, saída do naturalismo, vai fixar-se numa iconografia de crítica social, com especial incidência na problemática da mulher trabalhadora.
Em 1935, começou a ser perseguido por razões de ordem política e foi afastado da sua cátedra. Apesar de expulso da Faculdade e das múltiplas dificuldades que lhe foram levantadas, continuou a publicar importantes trabalhos de índole científica.
Abel Salazar foi também pedagogo ousado, prosador de excepcionais recursos, crítico agudíssimo, filósofo criador e sistematizador, divulgador de doutrinas e ideais progressistas, e acima de tudo, homem de honra e homem de coração.
A sua residência em S. Mamede de Infesta, onde viveu mais de 30 anos, foi, em 1963, transformada em Casa-Museu.
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 600D
Exposição: 1/80 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/9
ISO: 320
Dist.Focal: 60mm
Dist.Focal (35mm):
Software: PhotoScape

favorita de 45
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
ESTÁTUA DE ABEL SALAZAR!!! LER
intor e professor universitário, nasceu em Guimarães em 1889 e morreu em Lisboa em 1946.
Médico de profissão e professor catedrático de Histologia e Embriologia na Universidade do Porto, notabilizou-se sobretudo como artista amador, além de ensaísta, historiador e crítico de arte.
No campo da ciência criou novos métodos de técnica histológica, entre eles o método tano-férrico que o irá tornar mundialmente conhecido.
A sua pintura, de temática urbana e rural, saída do naturalismo, vai fixar-se numa iconografia de crítica social, com especial incidência na problemática da mulher trabalhadora.
Em 1935, começou a ser perseguido por razões de ordem política e foi afastado da sua cátedra. Apesar de expulso da Faculdade e das múltiplas dificuldades que lhe foram levantadas, continuou a publicar importantes trabalhos de índole científica.
Abel Salazar foi também pedagogo ousado, prosador de excepcionais recursos, crítico agudíssimo, filósofo criador e sistematizador, divulgador de doutrinas e ideais progressistas, e acima de tudo, homem de honra e homem de coração.
A sua residência em S. Mamede de Infesta, onde viveu mais de 30 anos, foi, em 1963, transformada em Casa-Museu.
Tag’s: DRAGÃO1976
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 600D
Exposição: 1/80 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/9
ISO: 320
Dist.Focal: 60mm
Dist.Focal (35mm):
Software: PhotoScape


favorita de (45)