foto user
EuniceMat
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/fingir
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/fingir
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
“Enquanto escrever e falar vou ter que fingir que alguém está segurando a minha mão.
Oh, pelo menos no começo, só no começo. Logo que puder dispensá-la, irei sozinha. Por enquanto preciso segurar esta tua mão – mesmo que não consiga inventar teu rosto e teus olhos e tua boca. Mas embora decepada, esta mão não me assusta. A invenção dela vem da ideia de amor como se a mão estivesse realmente ligada a um corpo que, se não vejo, é por incapacidade de amar mais. Não estou à altura de imaginar uma pessoa inteira porque não sou uma pessoa inteira. E como imaginar um rosto se não sei de que expressão de rosto preciso? Logo que puder dispensar tua mão quente, irei sozinha e com horror. O horror será a minha responsabilidade até que se complete a metamorfose e que o horror se transforme em claridade. Não a claridade que nasce de um desejo de beleza e moralismo, como antes mesmo sem saber eu me propunha; mas a claridade natural do que existe, e é essa claridade natural o que me aterroriza. Embora eu saiba que o horror – o horror sou eu diante das coisas.
Por enquanto vou inventando a tua presença, como um dia também não saberei me arriscar a morrer sozinha.”

(A Paixão Segundo G. H. por Clarice Lispector)

https://www.youtube.com/watch?v=bW3ha5xXR90
Tom Waits - "Ol' '55"
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 100
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular
fingir
“Enquanto escrever e falar vou ter que fingir que alguém está segurando a minha mão.
Oh, pelo menos no começo, só no começo. Logo que puder dispensá-la, irei sozinha. Por enquanto preciso segurar esta tua mão – mesmo que não consiga inventar teu rosto e teus olhos e tua boca. Mas embora decepada, esta mão não me assusta. A invenção dela vem da ideia de amor como se a mão estivesse realmente ligada a um corpo que, se não vejo, é por incapacidade de amar mais. Não estou à altura de imaginar uma pessoa inteira porque não sou uma pessoa inteira. E como imaginar um rosto se não sei de que expressão de rosto preciso? Logo que puder dispensar tua mão quente, irei sozinha e com horror. O horror será a minha responsabilidade até que se complete a metamorfose e que o horror se transforme em claridade. Não a claridade que nasce de um desejo de beleza e moralismo, como antes mesmo sem saber eu me propunha; mas a claridade natural do que existe, e é essa claridade natural o que me aterroriza. Embora eu saiba que o horror – o horror sou eu diante das coisas.
Por enquanto vou inventando a tua presença, como um dia também não saberei me arriscar a morrer sozinha.”

(A Paixão Segundo G. H. por Clarice Lispector)

https://www.youtube.com/watch?v=bW3ha5xXR90
Tom Waits - "Ol' '55"
comentários
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular

Sem informações de EXIF

favorita de (100)