foto user
José Ramos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/Ground Control to Humankind
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/Ground Control to Humankind
voltar lista nav-leftnav-right

Ground Control to Humankind

fotografias > 

Paisagem Natural

2019-08-27 14:36:21
comentários (12) galardões descrição exif favorita de (26)
descrição
"Ground Control to Humankind" | Ponta da Piedade, Lagos (Portugal)

A torre de navegação grita em desespero à massa de surdez humana, para que olhe em redor de forma desassombrada, permitindo-se estremecer perante o gigantesco rasto de destruição, içando finalmente as velas não para conquistar, mas para procurar uma paz há muito perdida.

Cada um destes pequenos pontos brilhantes no céu não são destinos de potencial habitação e salvação messiânica, mas sim uma lembrança perdida em anos luz do quão pequenos somos, e do quão único e inexplicavelmente rico o nosso planeta-casa se tornou, esculpido na evolução de anos incontáveis...

Esta imagem nocturna foi capturada na lindíssima Ponta da Piedade em Lagos, numa vista clássica das suas falésias e rochas erodidas pela força do mar. A lua estava em quarto crescente, permitindo uma iluminação quase perfeita do primeiro e segundo plano, com a forte poluição luminosa que brotava da cidade de Lagos e Portimão a complementar tonalmente o resto da imagem.

Dados técnicos: Sony a7R + Laowa 12mm f2.8 | Abertura: f2.8 | ISO: 800 | Exposição: 30 segundos | Foco manual | Tripé FLM | Edição em monitor BenQ
exif / informação técnica
Máquina: SONY
Modelo: ILCE-7R
Exposição: 30 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura:
ISO: 800
Dist.Focal:
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CC 2018 (Windows)

favorita de 26
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
Ground Control to Humankind
"Ground Control to Humankind" | Ponta da Piedade, Lagos (Portugal)

A torre de navegação grita em desespero à massa de surdez humana, para que olhe em redor de forma desassombrada, permitindo-se estremecer perante o gigantesco rasto de destruição, içando finalmente as velas não para conquistar, mas para procurar uma paz há muito perdida.

Cada um destes pequenos pontos brilhantes no céu não são destinos de potencial habitação e salvação messiânica, mas sim uma lembrança perdida em anos luz do quão pequenos somos, e do quão único e inexplicavelmente rico o nosso planeta-casa se tornou, esculpido na evolução de anos incontáveis...

Esta imagem nocturna foi capturada na lindíssima Ponta da Piedade em Lagos, numa vista clássica das suas falésias e rochas erodidas pela força do mar. A lua estava em quarto crescente, permitindo uma iluminação quase perfeita do primeiro e segundo plano, com a forte poluição luminosa que brotava da cidade de Lagos e Portimão a complementar tonalmente o resto da imagem.

Dados técnicos: Sony a7R + Laowa 12mm f2.8 | Abertura: f2.8 | ISO: 800 | Exposição: 30 segundos | Foco manual | Tripé FLM | Edição em monitor BenQ
Tag’s: ponta da piedade,lagos,portugal
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha

Máquina: SONY
Modelo: ILCE-7R
Exposição: 30 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura:
ISO: 800
Dist.Focal:
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CC 2018 (Windows)


favorita de (26)