foto user
Adriana Santos
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/"Internal Landscapes"
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/"Internal Landscapes"
voltar lista nav-leftnav-right

"Internal Landscapes"

fotografias > 

Paisagem Natural

2018-12-20 17:32:35
comentários (42) galardões descrição exif favorita de (81)
descrição
"A visão encheu o céu do norte; a imensidão daquilo era dificilmente concebível. Como se do próprio Céu, grandes cortinas de luz delicada pendiam e tremiam. Verde pálido e rosa-rosa, e tão transparente quanto o tecido mais frágil, e na extremidade inferior, um carmesim profundo e ígneo como o fogo do Inferno, balançavam e brilhavam com mais graça do que a dançarina mais habilidosa. Ela achava que podia ouvi-las: um imenso sussurro distante, na delicadeza evanescente, fê-la sentir algo profundo. Ficou comovida com isso, era tão bonito que era quase sagrado; sentiu as lágrimas picarem os olhos e as lágrimas relectiram ainda mais a luz com pequenos arco-íris prismáticos. " Philip Pullman

Fotografia capturada na Islândia, em Setembro de 2018.
exif / informação técnica
Máquina: SONY
Modelo: ILCE-7R
Exposição: 30 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura:
ISO: 640
Dist.Focal:
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CC 2018 (Windows)

favorita de 81
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão popular
    foto
    popular
  • galardão curador
    curador
  • galardão curador
    curador
"Internal Landscapes"
"A visão encheu o céu do norte; a imensidão daquilo era dificilmente concebível. Como se do próprio Céu, grandes cortinas de luz delicada pendiam e tremiam. Verde pálido e rosa-rosa, e tão transparente quanto o tecido mais frágil, e na extremidade inferior, um carmesim profundo e ígneo como o fogo do Inferno, balançavam e brilhavam com mais graça do que a dançarina mais habilidosa. Ela achava que podia ouvi-las: um imenso sussurro distante, na delicadeza evanescente, fê-la sentir algo profundo. Ficou comovida com isso, era tão bonito que era quase sagrado; sentiu as lágrimas picarem os olhos e as lágrimas relectiram ainda mais a luz com pequenos arco-íris prismáticos. " Philip Pullman

Fotografia capturada na Islândia, em Setembro de 2018.
Tag’s: aurora boreal,luzes do norte,pinheiros,natureza,reflexo,água,paisagem,beleza natural,luzes,luz,bosque
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão popular
    foto
    popular
  • galardão curador
    curador

Máquina: SONY
Modelo: ILCE-7R
Exposição: 30 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura:
ISO: 640
Dist.Focal:
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CC 2018 (Windows)


favorita de (81)