foto user
Avelino Afonso
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Urbana/Mouraria
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Urbana/Mouraria
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
Mouraria é um dos mais tradicionais bairros da cidade de Lisboa.
A praça do Martim Moniz resultou da demolição de antigas ruas deste bairro e seus edifícios.
O nome Mouraria deve-se ao facto de D. Afonso Henriques, após a conquista de Lisboa, ter confinado uma zona da cidade para os muçulmanos. Foi neste bairro que permaneceram os mouros após a Reconquista Cristã. Por sua vez, os judeus foram confinados aos bairros do Castelo. Neste e nos bairros circundantes, tiveram origem as primeiras produções de arte mudéjar portuguesa, que viriam a dar alas para o surgimento do estilo manuelino.
A dolência e a melancolia dos seus cânticos estão na origem do fado. Morou na Rua do Capelão, junto ao Beco dos Três Engenhos, Maria Severa Onofriana, primeira fadista portuguesa e expressão máxima do fado à época. Na casa em frente, nasceu já no século XX, aquele que foi considerado o "rei do fado da Mouraria", Fernando Maurício. A Rua do Capelão faz hoje parte da iconografia do fado. Mais acima, numa casa cor-de-rosa da Travessa dos Lagares, cresceu Mariza, a mais internacional fadista portuguesa contemporânea. Junto à casa, agora fechado ao público, localizava-se o restaurante Zalala, onde Mariza aprendeu a cantar o fado.
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 67
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
Mouraria
Mouraria é um dos mais tradicionais bairros da cidade de Lisboa.
A praça do Martim Moniz resultou da demolição de antigas ruas deste bairro e seus edifícios.
O nome Mouraria deve-se ao facto de D. Afonso Henriques, após a conquista de Lisboa, ter confinado uma zona da cidade para os muçulmanos. Foi neste bairro que permaneceram os mouros após a Reconquista Cristã. Por sua vez, os judeus foram confinados aos bairros do Castelo. Neste e nos bairros circundantes, tiveram origem as primeiras produções de arte mudéjar portuguesa, que viriam a dar alas para o surgimento do estilo manuelino.
A dolência e a melancolia dos seus cânticos estão na origem do fado. Morou na Rua do Capelão, junto ao Beco dos Três Engenhos, Maria Severa Onofriana, primeira fadista portuguesa e expressão máxima do fado à época. Na casa em frente, nasceu já no século XX, aquele que foi considerado o "rei do fado da Mouraria", Fernando Maurício. A Rua do Capelão faz hoje parte da iconografia do fado. Mais acima, numa casa cor-de-rosa da Travessa dos Lagares, cresceu Mariza, a mais internacional fadista portuguesa contemporânea. Junto à casa, agora fechado ao público, localizava-se o restaurante Zalala, onde Mariza aprendeu a cantar o fado.
Tag’s: Mouraria,Bairro,Historico,Lisboa,Street
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Sem informações de EXIF

favorita de (67)