foto user
Marina Aguiar
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Urbana/Não sei para onde vou...(ler)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Urbana/Não sei para onde vou...(ler)
voltar lista nav-leftnav-right

Não sei para onde vou...(ler)

fotografias > 

Paisagem Urbana

2015-12-04 10:29:01
comentários (92) galardões descrição exif favorita de (117)
descrição

(...)

Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...

Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!

("Cântico Negro", José Régio, in "Poemas de Deus e do Diabo")
.....

Local: Lisboa
Autores: Coletivo RUA (Coletivo do Porto, constituído por Alma, Fedor e Third)

(Uma das 7 intervenções na Calçada da Glória, que fazem parte da exposição "Cântico Negro", executadas por Alma, Fedor e Third,(Coletivo Rua) inspirada nesse grito de emancipação que constitui o poema da autoria de José Régio (um poeta que me diz muito e que era primo do meu avô). VEM POR AQUI, é o primeiro destes painéis, situado no alto da calçada, verso de abertura do poema.
Toda esta exposição está estruturada na alternância entre peças com trechos desta reconhecida obra da lírica portuguesa e composições figurativas de índole metafórica, alegórica, por vezes quase mitológica.
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D5000
Exposição: 1/125 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5.6
ISO: 200
Dist.Focal: 30mm
Dist.Focal (35mm): 45 mm
Software: PhotoScape

favorita de 117
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular
Não sei para onde vou...(ler)

(...)

Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...

Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!

("Cântico Negro", José Régio, in "Poemas de Deus e do Diabo")
.....

Local: Lisboa
Autores: Coletivo RUA (Coletivo do Porto, constituído por Alma, Fedor e Third)

(Uma das 7 intervenções na Calçada da Glória, que fazem parte da exposição "Cântico Negro", executadas por Alma, Fedor e Third,(Coletivo Rua) inspirada nesse grito de emancipação que constitui o poema da autoria de José Régio (um poeta que me diz muito e que era primo do meu avô). VEM POR AQUI, é o primeiro destes painéis, situado no alto da calçada, verso de abertura do poema.
Toda esta exposição está estruturada na alternância entre peças com trechos desta reconhecida obra da lírica portuguesa e composições figurativas de índole metafórica, alegórica, por vezes quase mitológica.
Tag’s: graffiti,arte urbana,Alma,Fedor,Third,Coletivo Rua,Lisboa,Calçada da Glória,Marina Aguiar
comentários
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D5000
Exposição: 1/125 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5.6
ISO: 200
Dist.Focal: 30mm
Dist.Focal (35mm): 45 mm
Software: PhotoScape


favorita de (117)