foto user
LuisTimoteo
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Desporto e Ação/Piloto Pedro Nuno - Ler pffv.
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Desporto e Ação/Piloto Pedro Nuno - Ler pffv.
voltar lista nav-leftnav-right

Piloto Pedro Nuno - Ler pffv.

fotografias > 

Desporto e Ação

2019-05-28 23:58:41
comentários (8) galardões descrição exif favorita de (15)
descrição
Aos 16 anos, Pedro Nuno correu risco de vida após um acidente numa corrida de motos em Espanha. Seis fraturas e dez operações depois, está de volta à pista, contra todas as previsões. E este fim de semana, no Autódromo do Estoril, subiu ao pódio duas vezes (primeiro lugar no sábado, terceiro no domingo), no arranque do Nacional de Velocidade.
Se tudo correr bem, a derradeira cirurgia, para remover os ferros e os parafusos da coluna, terá lugar no final de 2019. Na escola, o 12º ano deverá ficar concluído neste verão, após o ano perdido em 2017-2018. Quanto às corridas, o regresso aconteceu este fim de semana, no arranque no Campeonato Nacional de Velocidade, no circuito do Estoril. Pedro Nuno venceu a corrida de sábado e terminou a de domingo no terceiro lugar, assumindo a liderança na categoria-rainha de Superbikes, com 41 pontos.

Ele mantém o sonho de chegar a um mundial de motociclismo, de Superbike ou de MotoGP, mas sabe que vai ter de recomeçar do zero, com a sua equipa privada, “para ver o que dá”, agora na categoria-rainha de Superbike 1000cc. A única certeza é a de que não vai desistir ao primeiro revés. “Na ambulância, a caminho do primeiro hospital, estava a apagar-me. Os bombeiros perguntaram-me o nome, o número da moto, o nome da equipa, até que deixei de responder. Levei uma estalada e despertei logo.” Quase dois anos depois, o despertar é na pista.
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 15
galardões
Esta foto não tem galardões
Piloto Pedro Nuno - Ler pffv.
Aos 16 anos, Pedro Nuno correu risco de vida após um acidente numa corrida de motos em Espanha. Seis fraturas e dez operações depois, está de volta à pista, contra todas as previsões. E este fim de semana, no Autódromo do Estoril, subiu ao pódio duas vezes (primeiro lugar no sábado, terceiro no domingo), no arranque do Nacional de Velocidade.
Se tudo correr bem, a derradeira cirurgia, para remover os ferros e os parafusos da coluna, terá lugar no final de 2019. Na escola, o 12º ano deverá ficar concluído neste verão, após o ano perdido em 2017-2018. Quanto às corridas, o regresso aconteceu este fim de semana, no arranque no Campeonato Nacional de Velocidade, no circuito do Estoril. Pedro Nuno venceu a corrida de sábado e terminou a de domingo no terceiro lugar, assumindo a liderança na categoria-rainha de Superbikes, com 41 pontos.

Ele mantém o sonho de chegar a um mundial de motociclismo, de Superbike ou de MotoGP, mas sabe que vai ter de recomeçar do zero, com a sua equipa privada, “para ver o que dá”, agora na categoria-rainha de Superbike 1000cc. A única certeza é a de que não vai desistir ao primeiro revés. “Na ambulância, a caminho do primeiro hospital, estava a apagar-me. Os bombeiros perguntaram-me o nome, o número da moto, o nome da equipa, até que deixei de responder. Levei uma estalada e despertei logo.” Quase dois anos depois, o despertar é na pista.
Tag’s: Yamaha,PedroNuno,Velocidade,Perigo,Adrenalina,Canon,Orgulho,Portugal,CNV
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Sem informações de EXIF

favorita de (15)