foto user
rodrigo belavista
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/True [faith].
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/True [faith].
voltar lista nav-leftnav-right

True [faith].

fotografias > 

Outros

2008-05-13 18:13:54
comentários (55) galardões descrição exif favorita de (39)
descrição
http://www.youtube.com/watch?v=og1HAkjOuL0

'I used to think that the day would never come
That my life would depend on the morning sun...'

'True faith'
New Order
exif / informação técnica
Maquina: SONY
Modelo: DSC-H1
Exposição: 10/5000
Abertura: 35/10
ISO: 64
MeteringMode: 5
Flash: 16
Dist.Focal: 321/10

Sou possuidor de uma meia dúzia de fés inabaláveis: a bondade, genuinidade e amor da minha irmã, mãe e pai. Tudo na forma incondicional. E uma ou outra - rara - igualmente insuperáveis, residentes no peito de tocantes amigos.

Esta sombra, que cai sobre nós, pinta-nos o semblante. O peito, gravado na sua forma, condiciona rígidos comportamentos. Aflige-me ver tanta gente a depender de um posto de comando.
Respirar é um acto livre, gémeo do acreditar.

Em nome de todos. Os que acreditam, os que não acreditam e os que concebem as colchas para ambos poderem existir.
favorita de 39
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
True [faith].
http://www.youtube.com/watch?v=og1HAkjOuL0

'I used to think that the day would never come
That my life would depend on the morning sun...'

'True faith'
New Order
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Maquina: SONY
Modelo: DSC-H1
Exposição: 10/5000
Abertura: 35/10
ISO: 64
MeteringMode: 5
Flash: 16
Dist.Focal: 321/10

Sou possuidor de uma meia dúzia de fés inabaláveis: a bondade, genuinidade e amor da minha irmã, mãe e pai. Tudo na forma incondicional. E uma ou outra - rara - igualmente insuperáveis, residentes no peito de tocantes amigos.

Esta sombra, que cai sobre nós, pinta-nos o semblante. O peito, gravado na sua forma, condiciona rígidos comportamentos. Aflige-me ver tanta gente a depender de um posto de comando.
Respirar é um acto livre, gémeo do acreditar.

Em nome de todos. Os que acreditam, os que não acreditam e os que concebem as colchas para ambos poderem existir.

favorita de (39)